Frankenstein ou o Prometeu Moderno, de Mary Shelley (#2)

by - segunda-feira, julho 18, 2016

Título Original: Frankenstein or the modern Prometheus 
Autor: Mary Shelley
Editora: Martin Claret
Páginas: 212
Tradução: Roberto Leal Ferreira
O que achei?
não me cativou | okay | legal | me cativou | amei demais | alma gêmea | ONDE ESSE LIVRO TAVA SE ESCONDENDO?

"Frankenstein ou o Prometeu Moderno" relata a história de Victor Frankenstein, um estudante de ciências naturais que se empenha em descobrir os mistérios da criação e acaba encontrando o segredo da geração da vida. Tendo esse conhecimento ele então dedica-se a criar um ser humano gigantesco e com aparência monstruosa, sacrificando o contato com a família e sua própria saúde. Quando obtém sucesso, ele se arrepende e enoja-se de sua criação, e a abandona. 

Quero começar dizendo que eu amei muito esse livro! Eu comecei a ler ele totalmente no escuro, mesmo sendo uma história super conhecida eu sabia bem pouco sobre então fui surpreendida em todo o processo. Começando pela forma como é narrada que se inicia com cartas do capitão Robert Walton para sua irmã, onde ele retrata um pouco de sua ambição e também como ele e sua tripulação resgata o doutor Frankenstein que está muito doente. Depois que Victor melhora, ele decide contar para Robert a história de sua vida e como ela foi arruinada pela sua curiosidade e obsessão.   

A partir daí o livro toma a forma normal e é separada por capítulos até o fim da narrativa em primeira pessoa pelo próprio doutor. E o desfecho do livro é feito novamente por cartas de Robert.
Achei a narrativa bem gostosa de ler e embora haja muitos detalhes sobre o lugar que as personagens estão e também sobre toda a vida delas o que as vezes cansava um pouco, eu não conseguia parar de ler até chegar ao fim do capítulo. A história é muito bem contada, mas na minha opinião há partes um pouco desnecessárias que parecem estar ali apenas para aumentar a história. O que talvez seja verdade, já que na introdução escrita pela Mary é dito que a ideia original era curta, como um conto, e só foi desenvolvida mais amplamente pois seu marido insistiu nisso.

Mesmo não sabendo muito sobre o livro, eu fiquei na expectativa de que leria coisas tensas e sombrias mas ele deixou a desejar nesse quesito. Pode ser que para o publico de 1818 esse livro era de um terror horrível, mas mesmo tentando não pensar tanto como alguém de 2016 eu não senti nenhum sentimento parecido com medo. Mas se teve um sentimento que predominou meu ser nessa leitura foi pena e ódio. Pena da criatura e ódio do criador. 

Os capítulos em que a criatura encontra seu criador e relata sua experiência de vida durante esses anos que passou sozinho depois de ser abandonado é de cortar o coração. E me fez pensar seriamente sobre como o abandono afeta uma pessoa.   
Já praticamente toda a narrativa de Frankenstein me fez ficar um pouco entediada com sua personalidade. Ele só reclama e se lamenta, no começo dá um pouco de pena mas depois eu só li drama. Ele nunca foi bom para a sua criatura, nem sequer deu a chance de ver como ela era. Apenas fugiu quando ele recebeu vida.

Mas apesar da personalidade meio chata de Frankenstein, eu amei ele e amei sua criatura. Amei ser fisgada pela belissíma história de Mary Shelley. Tive um certo receio de ler esse livro pois achava que sabia de toda a história, mas no fim amei estar totalmente errada. Acho que finalmente entendi o quão importante é você realmente ler para opinar sobre uma história.






You May Also Like

4 comentários

  1. Nunca li esse livro...
    Amei sua resenha sobre ele <3
    Beijo.
    Jhe

    ResponderEliminar
  2. Hey! Adorei a resenha sobre o livro, ele já me chama a atenção só pelo título. Ainda não li Frankstein original, mas ele já está na minha estante e na lista de futuras leituras.
    Gostaria de avisar que te marquei em uma tag, caso queira responder.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado! Eu amei muito a experiência, acredito que vc tbm irá amar!
      E que legal! Vou responder sim! ^.^

      Eliminar