Carta 3: Março - Uma carta para um personagem fictício

  • sexta-feira, março 31, 2017
  • By Aline Lanis
  • 5 Comments

Querida Hannah,

Eu sei que você nunca lerá essa carta.
Na verdade, nem sei  bem o motivo de eu querer escrever essa carta para você. Só sei que você é importante para mim. E sim, usei o verbo no presente pois sua importância não deixa de existir só porque você não está mais viva.

Nunca conversamos cara a cara. Eu apenas sei da sua história. 
Sinto muito que todas aquelas coisas horríveis tenha acontecido com você. Ninguém merece nada naquilo. É esquisito, nós impactamos tanto a vida das pessoas ao nosso redor e nem percebemos. Eu sei que teve pessoas que te machucaram que não sabiam o que estavam fazendo, assim como teve outras que sabiam. Talvez eles não quisessem te machucar diretamente, mas machucou de qualquer jeito. E eu realmente sinto muito.

Eu sei que você gritava por ajuda, mas ninguém notou.
Queria muito que você tivesse se forçado a viver um pouco mais. Talvez tudo fosse diferente se você esperasse só mais um pouco. Mas você não conseguiu esperar.

Queria poder ter tido a chance de te abraçar naqueles momentos sombrios. Queria que você tivesse conversado com alguém, mas eu acho que no fim você já não queria ajuda. É difícil voltar atrás quando tomamos uma decisão. Eu sei.

Eu só espero que agora tudo esteja bem.

Você era importante, Hannah.
Sempre foi.


You Might Also Like

5 comentários

  1. Essa carta está maravilhosa demais, tu arrasou muito. Compartilho dos mesmos sentimentos, já escrevi muitos textos mesmo sabendo que eles jamais seriam lidos. E realmente, enquanto eu lia o livro, dava vontade de abraçar a Hannah naqueles momentos sombrios. Também concordo com o que você disse, sobre impactarmos a vida das pessoas ao nosso redor sem perceber. Aliás, eu achei esse texto um pouco a cara do Clay, principalmente no final, quando diz que a Hannah era importante e sempre foi. Sem palavras para esse talento todo, uau! Parabéns e sucesso para você.

    Com amor,
    Rascunhos de Tom

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. TÔ EMOTIVA HOJE PARA!

      Muito obrigada, de verdade! ♡

      Eliminar
  2. Nossa, que texto lindo! Não conheço a Hannah, mas ela parecia ser uma pessoal incrível! Acho que sou a única pessoa do mundo que não sabe nada sobre os 13 porquês, e cada vez fico com mais vontade de conhecer. Adorei a ideia de escrever cartas para personagens fictícios, vou procurar outras no seu blog. Parabéns!
    Beijos

    ResponderEliminar

  3. Alineeee ♥♥♥
    Que carta maravilhosa, terminei de ler com lágrimas nos olhos, eu sei o que aconteceu com a Hannah, mas não sei os motivos que levaram ela a tal ponto. Adorei que você tenha escolhido ela pra escrever a carta ♥
    E sim, é bem difícil voltar atrás quando decidimos alguma coisa.
    Linda carta
    ótima sexta
    bjo

    Tati C.

    ResponderEliminar
  4. Que fantástico a ideia de escrever uma carta para uma personagem fictícia, e tenho certeza que se ela lesse em vida teria pensado mais um pouco antes de tomar essa decisão drástica que sabemos. É excelente que o bullying e a depressão tenham virado debate na internet e que as pessoas se sensibilizem e parem de fazer merda e destruir a felicidade dos outros. Respeito máximo. Bullying não é brincadeira.
    www.rumorandhorror.blogspot.com.br

    ResponderEliminar